Início Rally dos Sertões Carro da equipe Petrobras Rally Team é aprovado na vistoria técnica

Carro da equipe Petrobras Rally Team é aprovado na vistoria técnica

COMPARTILHAR

Goiânia (GO) – A Petrobras Rally Team concluiu nesta sexta-feira (18) o último estágio dos preparativos para a disputa da edição de 25 anos do Rally dos Sertões. Em Goiânia, o carro do piloto Guiga Spinelli e do navegador Youssef Haddad foi aprovado na vistoria obrigatória realizada pela comissão esportiva da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) e, com isso, tem totais condições para competir na principal prova off road do Brasil.

Na checagem, realizada no Autódromo Internacional Ayrton Senna, os veículos precisam estar dentro das normas técnicas e de segurança impostas por CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) e organização dos Sertões, como o peso do equipamento com o tanque vazio e os itens obrigatórios (capacetes, cintos de segurança, macacão, entre outros). O motor recebe um lacre, para garantir que não haja manipulação após a vistoria.

Com a liberação, a dupla aproveitou para fazer o primeiro contato com o veículo em Goiânia. “Fizemos uma primeira avaliação geral de rotação de troca de marchas, de eficiência de freio e suspensão. Mas, logicamente, só vamos conseguir usar todo o potencial ao longo do primeiro dia”, contou Guiga Spinelli, maior campeão da história do Rally dos Sertões entre os carros, com cinco títulos (2003, 2004, 2010, 2011 e 2014).

Agora, o que resta para a dupla da Petrobras Rally Team é acelerar pelos mais de 3.300 quilômetros de percurso do Sertões. Neste sábado (19), a partir das 10h30, Guiga/Youssef participa do prólogo, que definirá a ordem de largada nas categorias para a primeira especial. Serão 6 quilômetros de percurso na Cidade Alpha Goiás, em Senador Canedo, na região metropolitana de Goiânia.

Eles estarão a bordo do Mini All4 Racing, que venceu o Dakar por quatro vezes consecutivas entre os carros (de 2012 a 2015). O veículo foi trazido ao Brasil pela equipe alemã X-Raid, que também cuidará do suporte técnico da Petrobras Rally Team no Sertões deste ano.

“Em início de rali não se ganha nada. Vamos fazer um prólogo forçando, andando rápido, dentro do nosso limite de conhecimento atual do carro, e aproveitar para ver também a diferença de tempo para os nossos concorrentes. Aí a gente parte para bolar a estratégia visando a primeira especial”, completou Guiga.

Após o prólogo, os competidores farão uma largada promocional, às 18h30, no Autódromo de Goiânia. A primeira especial do Rally dos Sertões, neste domingo (20), entre Goiânia (GO) e Goianésia (GO), terá deslocamento final de 680,48 quilômetros, com 306,82 km de Especial (trecho cronometrado). A linha de chegada será em Bonito (MS), no próximo dia 26.

Veja como será cada etapa do Rally dos Sertões
Domingo (20/08)
1ª Etapa
Goiânia (GO) a Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 221,87 km
Trecho cronometrado – 306,82 km
Deslocamento Final – 151,79 km
Total do dia: 680,48 km
O Rally dos Sertões começa com uma Especial (trecho cronometrado) extremamente exigente. Com vários tipos de terrenos. Estradas de alta e média velocidade, muita pedra, trechos de trial, travessias de oito rios e áreas agrícolas.

Segunda Feira (21/08)
2ª Etapa (Maratona)
Goianésia (GO) a Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 78 km
Trecho cronometrado – 248,16 km
Deslocamento final – 0 km
Total do dia: 326 km
O Rally dos Sertões entra em região de fazendas, com muitos mata-burros, depressões e lombadas. Estradas mais travadas e bem sinuosas vão proporcionar uma pilotagem prazerosa.  A navegação e a concentração serão muito importantes nesta etapa. A estratégia vai ser fundamental. Na etapa maratona, apenas pilotos e navegadores podem realizar manutenção dos veículos, sem ajuda externa.

Terça-feira (22/08)
3ª Etapa
Santa Terezinha de Goiás (GO)  a Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km
A etapa começa bem rápida, por estradas de alta velocidade. Depois volta a ter trechos mais travados e sinuosos passando por muitas fazendas. O piso predominante é o cascalho e estradas de piçarra. No meio da especial, a prova fica mais solta e segue no último trecho com longas retas e alta velocidade até o final.

Quarta-feira (23/08)
4ª Etapa
Aruanã (GO) a Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km
O Rally dos Sertões entra no Mato Grosso. A especial tem início com trechos muito rápidos em um piso misto de piçarra, cascalho e areia.  Em seguida, prova entra em zona de savanas, onde navegação será feita por GPS.  Neste trecho de aproximadamente 60 quilômetros, o importante é conseguir passar por todos os way points e depois seguir para o último trecho da especial, com estradas largas e muitas lombas.

Quinta-feira (24/08)
5ª Etapa
Barra do Garças (MT) a Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km
Será a espacial mais longa da edição de 25 anos do Rally dos Sertões. A prova começa com estradas de piçarra bem sinuosas, segue por regiões de reflorestamento, passa por algumas serras até alcançar área agrícola com longas retas (alta velocidade). Em seguida, fica travada novamente. Trechos de trial, com muitas pedras e segue para região mais plana. O final da especial tem muitas curvas e trechos de média e alta velocidade.

Sexta-feira (25/08)
6ª Etapa
Coxim (MS) a Aquidauana (MS)
Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km
A sexta especial do Rally dos Sertões será bem travada e dura no início. Trechos de piçarra com muitas pedras e lombas serão predominantes. Na segunda parte da especial, após  a descida da serra,  segue por estradas mais planas, com visual inesquecível.  A prova continua rápida até o final desta especial.

Sábado (26/08)
7ª Etapa
Aquidauana (MS) a Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km
Para fechar a edição dos 25 anos com chave de ouro, esta especial será inesquecível, que irá exigir muito das máquinas e dos pilotos. Começa bem rápida e segue por fazendas com trechos bem sinuosos. Depois, por trechos de trial com muitas pedras. Nos últimos quilômetros, a prova volta a ficar rápida até a chegada. 

Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km (60,59 %)
Total da prova:  3.300,06 km

Assessoria de Imprensa da Petrobras Rally Team
Jornalista responsável:
Thiago Rocha (011) 99333-8485